quinta-feira, 31 de março de 2011

HIP HOP EM MOVIMENTO

Mais informações:
Dj Branco – (71) 91510631
Milena Palácio  – (71) 8816-4937
E-mail: hiphopemmovimento2011@gmail.com
Site’s: http://www.educadora.ba.gov.br/evolucaohiphop/

terça-feira, 1 de março de 2011

Trabalhando a Gramática de forma reflexiva: Substantivo

Em postagem anterior, falei um pouco sobre a necessidade de tratar dos fatos gramaticais em sala de aula de maneira mais reflexiva. Leia a postagem supracitada clicando aqui.
Hoje trarei a propostas de atividades para tratar da classe gramatical substantivo. Ambos os textos utilizados foram escritos por mim. Espero que gostem.

A terra sem nome

Era uma vez uma coisa onde as coisas não tinham nome. E tudo o que se dizia era uma coisa só.  Quando se ia à coisa em que se compram coisas, veja só que coisa:

— Oi seu fulano! Me dá aquela coisa.
— Qual coisa?
— Aquela coisa que a gente serve para usar a coisa.
— Tem tanta coisa que a gente usa, que coisa você quer?
— Aquela!
— Mas, tem tanta coisa ali!!
— Aquela coisa, que tá junto daquela outra coisa, entre aquela coisa e aquela outra coisa!!!
— Ihh... não tô entendendo coisa nenhuma!!!
— Posso ir lá pegar a coisa?
— É... pode...
— É essa coisa aqui, ó!!
— Ah!! Eu achei que era a outra coisa!
— Quanto custa?
— R$ 2,45.
— Obrigada!
 Se você achou uma coisa de louco, imagina só tentar chamar alguém...
Numa tranquila tarde, senhoras reunidas para um chá:
    Ô senhora!
    Quem? Eu?
    Não! A senhora ali!
    A ta, eu?
    Não! Ela!
    Eu?
    Eu?!
    Eu?
    Não, a senhora!

Um dia, resolveram dar nomes às coisas e cada coisa passou a ter sua identidade, não só as coisas, mas também as pessoas, animais, seres em geral. E a coisa onde as coisas não tinham nome passou a se chamar lugar e aquela coisa onde se compravam coisas ficou conhecida como mercado e as senhoras que tomavam chá passaram a se chamar Maria, Joana, Fátima, Sara...
O que eu ainda não descobri é o nome daquela coisa que serve para usar a coisa! Você sabe o que é? Então me diz porque eu não aguento mais essa curiosidade!!!

Proposta de Trabalho
O objetivo deste texto é iniciar o estudo do substantivo, fazendo uma reflexão sobre sua definição, uso e função. Promova uma discussão sobre como seria o mundo sem os nomes. Peça que eles tentem adivinhar “o nome daquela coisa que serve para usar a coisa” citada no último parágrafo do texto. Você irá se surpreender com a criatividade deles! Peça que eles expliquem e deem indícios no texto do porquê de terem escolhido determinado objeto para designar “a coisa”.
Substantivo

Meu amor é um substantivo
Porque dá nomes ao meu desejo
É comum, pois o amor romântico
Atinge muitos corações
É próprio, visto que o amor que lhe dedico
É completamente particular
É primitivo, pois és meu primeiro amor
É derivado, porque vem da admiração profunda
Que tenho por ti
É simples, pois a beleza está na simplicidade
É composto, já que combina a si
Muitos sentimentos: respeito, carinho, lealdade...
É abstrato, visto que o sinto e não o vejo
É concreto, porque a cada dia
Solidifica-se mais.
É comum de dois, pois também me amas
É biforme, já que te amo com um amor
Fraterno e romântico
É uniforme, pois nos unirá
Em uma só carne.

Confira mais poemas no blog: melflorcosta.blogspot.com.
Proposta de Trabalho:
 Esse poema pode ser usado quando iniciar a aula sobre a classificação dos substantivos. Peça que os educandos expliquem as classificações dos substantivos citadas no poema, nessa parte eles precisarão ser ajudados por você. Faça uma aplicação do conceito gramatical dos termos ao uso que foi feito deles no poema.

BIBLIOTECA DISPONIBILIZA GRATUITAMENTE TODO SEU ACERVO DIGITAL

A Biblioteca Digital da Central de Cursos da Universidade Gama Filho disponibiliza gratuitamente para a população a totalidade dos acervos digitais de texto completo de bibliotecas de 1.200 universidades, artigos de 30 mil periódicos científicos, além dos bancos de dados de centros de pesquisa, bibliotecas nacionais e órgãos governamentais de 59 países, através da participação no consórcio internacional OAI - Open Archives Initiative.

O consórcio OAI é o maior compartilhamento de informação científica de toda a história, no qual as instituições signatárias concordaram em abrir e compartilhar seus acervos de texto completo para a difusão e integração de sua produção científica e cultural, formando um acervo único internacional de mais de 32 milhões de arquivos completos e abertos que agora estão disponíveis no Brasil através da Biblioteca Digital da Central de Cursos da Universidade Gama Filho. Há excelente conteúdo de computação, com artigos completos do MIT. A biblioteca foi desenvolvida por Giovanni Eldasi.
Para acessar, clique posugf.com.br/biblioteca/